Excerpt for Soneteando o Amor by , available in its entirety at Smashwords


“Soneteando o amor”

Autor: Aldivan Teixeira Tôrres

Formação: Graduação superior em Matemática e especialização na mesma área

E-mail: aldivanvid@hotmail.com

Telefone:(087)8126-3882































Dedicatória



Dedico a este livro a todos que já experimentaram este marcante sentimento, o amor, e que lutaram até o fim por ele.































Agradecimentos



A todos que acompanham minha trajetória, aos amigos, família, parentes, conhecidos, vizinhos, enfim, a todos que me conhecem e valorizam a minha literatura. A todos um forte abraço e uma boa leitura neste meu primeiro livro de poesias.



























“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”

Por Fernando Pessoa.



































Introdução



“Soneteando o amor é um conjunto de poesias com pano de fundo principal o amor, este sentimento forte e duradouro que muitos já experimentaram. Espero com estes escritos contribuir ainda mais para com o mundo poético. Uma boa leitura e até uma próxima se Deus quiser.





























A flor

O começo do desabrochar

Renascer, transcender

Procurando uma forma de espelhar

Todo o seu vigor, calor, amor sem dizer.



Na verdade, as palavras são desnecessárias

Ante a força do olhar, do atrair, do deslumbrar

Intrigante feitiço visual

Que instiga todo o libidar.



A flor também simboliza o início

A paquera, o entrosamento

Que pouco a pouco vão crescendo.



E da flor surge o fruto

Do fruto ingerido caem as sementes

Com a germinação permite-se o seu usufruto.



O mar

No seu azul profundo

Impenetrável, indomável

Descansa a paz indelével

Embutida no seu mundo.



Mundo que eu queria conhecer

Mundo no qual quero me extasiar

E no fim de tudo encontrar

O verdadeiro prazer.



Não busco só o prazer mortal

Acima de tudo quero

O inebrio espiritual.



A união dos dois tipos de prazer

Preencherão as minhas expectativas

Basta somente você sim, dizer.



Aurora

Brilhante e suntuosa

Elegante e esplendorosa

Qualificam o seu ser

Em toda a plenitude do nascer.



Ah, quem me dera

Pousar como passarinho

Em seu ninho

Fazer amor além da quimera.



Essa quimera que maltrata

Escarnece, aprofunda

Todo o sentimento o qual retrata.



Quem sabe um dia

A Terei em meus braços

Sentindo o gosto do pecado.



Madrugada

Madrugada fria, insensível e esmagadora

Penetrando fundo como o amor de outrora

Ás vezes, sibila esperança

Outras, descrença.



Ah, quem me dera confiar em ti, madrugada

Que você pudesse trazer a minha amada

Num belo rompante de paixão

Seria uma ilusão?



Confesso que não importaria

Vosso verdadeiro sentimento

Desde que eu realizasse o meu desejo, neste momento.



Ao final, se fosses embora

Lembranças comigo guardaria

Imerso na madrugada fria.



Cura-me

Oh, quantas dores eu sinto

Já não tenho paz

Gemidos ultrapassam os gritos

Que dentro de mim perfaz.




Purchase this book or download sample versions for your ebook reader.
(Pages 1-8 show above.)